domingo, 23 de novembro de 2008

Torre de Centum Cellas

A Torre de Centum Cellas (também Centum Cellæ, Centum Celli, ou Centum Cœli), também denominada como Torre de São Cornélio, localiza-se no monte de Santo Antão, freguesia do Colmeal da Torre, concelho de Belmonte, Distrito de Castelo Branco, em Portugal.

Trata-se de um singular e curioso monumento lítico actualmente em ruínas que, ao longo dos séculos, despertou as atenções de curiosos e estudiosos, suscitando as mais diversas lendas e teorias. Uma das tradições, por exemplo, refere que a edificação teria sido uma prisão com uma centena de celas (daí o nome), onde teria estado cativo São Cornélio (daí a denominação alternativa).

Sobre a sua primitiva função, acreditava-se que pudesse ter sido um prætorium (acampamento romano). Entretanto, campanhas de prospecção arqueológica na sua zona envolvente, empreendidas na década de 1960 e na década de 1990, indicam tratar-se, mais propriamente, das ruínas de uma antiga villa romana, sendo a torre representativa da sua pars urbana, estando ainda grande parte da pars rustica por encontrar. No contexto da invasão romana da Península Ibérica, a villa seria propriedade de um certo Lúcio Cecílio (em latim: LVCIVS CÆCILIVS), um abastado cidadão romano, negociante de estanho (metal abundante na Península Ibérica), que a teria erguido em meados do século I. De acordo com os testemunhos arqueológicos, foi destruída por um grande incêndio em meados do século III, sendo posteriormente reconstruída.

2 comentários:

J.Carmo Moura disse...

É um dos locais que estou desejoso de conhecer.
À muito que ouço falar nesta Torre.Em termos de História existe alguma polémica,o que torna o tema fascinante.
Creio que continua a haver um trabalho de campo,pela área da Arqueologia.Isto referente aos anos 90.
Não sei se já saiu algum estudo escrito.

Portugal Notável disse...

A Torre de Centum Cellas é um local fascinate e ainda misterioso, mas sabe-se agora que integrou uma Villa Romana.
A não perder a visita.