quinta-feira, 6 de novembro de 2008

"Não vamos perder um ano..."

Actualmente, as agressões contra militantes, simpatizantes ou simples amigos de pessoas ligadas à Casa Pound Itália sucedem-se a ritmo diário. Quem o diz é Gianluca Iannone, porta-voz da Casa Pound Itália, depois da agressão a cinco pessoas, na noite de sábado, numa pizaria de Florença. Segundo os agressores, essas pessoas eram culpadas por terem jantado em companhia de Saverio Di Giulio, responsável florentino da Casa Pound. «A forma de atacar é sempre a mesma: dezenas de pessoas de cara tapada, armadas de facas, bastões ou correntes e protegidas com capacete. A mesma coisa se passou há três dias em Brescia e anteontem em Pisa».

Iannone conclui, «não vamos perder um ano a discutir com as autoridades sobre quem começou uma nova vaga de violência. É óbvio que actualmente somos os portadores de uma mensagem e levamos a cabo acções que suscitam simpatias transversais e que isso incomoda certas pessoas. Os antifascistas encontram-se ao serviço dos partidos vencidos nas últimas eleições, como ficou demonstrado pelos acontecimentos de Piazza Navona. As declarações de Yassir, dirigente do partido da "Refundação Comunista" ao Corriere della Sera, são muito claras a esse respeito, quando diz que foram chamados para caçar os fascistas.»

1 comentário:

Maître disse...

e ainda há pessoas que defendem os comunistas italianos... incompreensível.